BATATA RECHEADA COM BACON (receita fácil de fazer do Chef Bilu) com harmonização (aperitivo, almoço ou jantar).

Algumas receitas são fáceis de harmonizar enquanto outras demandam a queima de fosfato maior. Chef Bilu enviou receita de prato delicioso e fácil de fazer: batata recheada com bacon.  O prato (pelo menos num primeiro momento) parece não ser fácil de harmonizar, contudo, em razão inversa, há uma grande versatilidade, pois a batata em questão combina com muitos tipos de vinhos. Agradecendo ao Chef Bilu, vamos iniciar pela receita:

BATATA RECHEADA COM BACON

 

Ingredientes:

  • 04 batatas médias
  • 300g de bacon picados e fritos
  • 01 vidro de requeijão cremoso
  • 200g de queijo parmesão

Modo de Preparo:

  • Enrole as batatas em papel alumínio e leve ao forno por 1hora.
  • Retire as batatas do forno, e desembrulhe as batatas.
  • Com uma colher de sopa, cave um buraco em cada batata para colocar o recheio.
  • Misture o parmesão com a parte que retirou da batata, até formar um purê com consistência mais dura.
  • Recheie as batatas com o requeijão e o bacon.
  • Com o purê tampe as batatas.
  • Leve ao forno por mais 20 minutos.

Harmonização

A receita como aperitivo: A receita pode ser adaptada para aperitivo (para tanto, você terá que usar batatas menores e igualmente diminuir as porções de bacon e de requeijão). Na opção “aperitivo”, a receita harmoniza muito bem com espumantes.

Já fiz a experiência com o espumante MARIA DE CODORNÍU BRUT (Bodega Septima, Argentina). O resultado foi ótimo e o espumante escolhido cumpriu o papel com louvor. Faço o registro do espumante Maria (apenas por gosto pessoal), mas, como é notório, há uma quantidade enorme de produtos de excelente qualidade com raízes no Brasil. Assim, a escolha não será difícil, diante do imenso rol de ofertas de boa qualidade, inclusive nacionais. Escolha o seu e vá para a cozinha fazer a receita!!!

Espumante MARIA entre duas garrafas de Valpolicella "Ripasso". O espumante é indicado para harmonização da receita como entrada ("aperitivo") e os tintos para jantares em dias mais frios e a receita for servida como "prato principal".

A receita como prato principal: Em dias mais frios – em especial aqueles que estamos sem muito tempo (a receita é simples e muito rápida de fazer) – a batata recheada poder ser apresentada como prato principal, tal como desenhada originariamente na receita acima.

A combinação com o espumante parece ceder espaço para um vinho tinto equilibrado. Funciona bem com os tintos jovens com discreta (ou até nenhuma) madeira. Evite os vinhos com taninos gritantes e os com teor alcoólicos muito elevados.

Vale lembrar que em temperaturas mais frias e em jantares (ou seja, refeições noturnas), se admite o vinho com potência mais pujante (por exemplo, um “Ripasso do Veneto”, ou seja, um Valpolicella Clássico Superiore Ripasso), ao passo que se o prato for servido como principal do almoço ou em dias mais quentes a concessão para vinhos com maior corpo dever ser suspensa. Para a segunda situação (mais comum), do Novo Mundo creio que um Carmenére chileno vai muito bem. Agora, se quiser partir para o Velho Mundo, os “vinhos italianos de refeição” dão conta do recado bem (como é o caso do Chianti, Barco Reale di Carmignano, Sangiovesi di Toscana e Dolcetto d’Alba, os primeiros advindos da Toscana e o último do Piemonte).

Na ordem: Barco Reale, Chianti Classico, Dolcetto d'Alba e Sangiovese di Toscana.

Bom, para deixar minha opinião pessoal, a melhor harmonização é a batata recheda com bacon como prato principal, servida em jantar num dia mais frio que o normal, devidamente combinada com um bom “Ripasso” (Valpolicella Clássico Superiore). É de ficar triste…… de tanta fecilidade!!!!

Confira outras receitas do Chef Bilu com harmonizações no blog:


Texto na categoria Chef Bilu, Dicas de Vinhos, Gastronomia, Harmonização, Receitas. Link permanente.

18 Responses to BATATA RECHEADA COM BACON (receita fácil de fazer do Chef Bilu) com harmonização (aperitivo, almoço ou jantar).

  1. Gilson escreveu:

    Nossa Mazzei! O espumante Maria foi só pretexto prá abrir os Valpolicella… Fala a verdade!!! kkk!! Um “esquentando os tamborins” por assim dizer, certo??
    Cara? E esse chef? Quien és?? Precisamos dum prato para um Pinot Noir de Rio Negro, Patagônia… O que ele sugere???

    • mazzeimazzei escreveu:

      Caro Gilson, vc descobriu o segredo: Espumante de aperitivo e Ripasso no prato principal (pior de tudo, que foi isso mesmo que aconteceu). Bilu é formado em gastronomia e, atualmente, é o responsável pelo restaurante do Hostess Hotel (Praia da Costa). Fora isso, ele mesmo pesca os peixes que serve em casa (bom para quem é amigo) . Ele é fera em apresentar pratos fáceis e bons de combinar com vinhos. Vou dar um toque nele para fazermos uma harmonização com o Pinot Noir da Patagônica. Obrigado pela idéia. Abraços, Mazzei

  2. Roberta Ferrari escreveu:

    Ola Rodrigo,
    Nossa amei eta receita vou, fazer para provar afinal deu agua na boca.

    Bjs

    • mazzeimazzei escreveu:

      Cara Roberta, acredite se quiser, eu já combinei a receitada da batata acima com um SAN BIAGO (LISINI), vinho toscano simples (e muito bom) importado pela INTERFOOD. Como eu sei que vc gosta de tal vinho e tem facilidade no acesso para a aquisição, fica uma sugestão de harmonização para as noites frias que estão ocorrendo. Rodrigo

  3. Simey Santos escreveu:

    Vou preparar essa receita agora. Mas pra acompanhar não vou abrir espumante, a noite e o clima está pedindo um tinto.
    Abraços,
    Simey

  4. Bruna escreveu:

    Essa receita deve ficar uma delícia, procurei outras e a única que gostei foi essa,

  5. Zezito eCia escreveu:

    Rodrigo, a batata do Bilu foi devidamente degustada e aprovada. Foi feita em fogão a lenha pelo chef Juarides. Ficou uma delicia e harmonizou bem com um Penedo Borges
    Malbec -Gran Reserva. Ja entrei em contato com Euclides para irmos a Mendonza em março p conhecermos a vinicula.

    • Rodrigo Mazzei escreveu:

      O Chef Juarides é fera, deve ter ficado muito bom. Março é a melhor época para ir a Mendoza, pois pega a colheita. Obrigado pela visita. Abraços, Rodrigo

  6. Felipe escreveu:

    Poderia me informar em qual temperatura tenho que deixar o forno, e se tem que descascar as batatas antes de assar? Sou novato, kkk

    • Rodrigo Mazzei escreveu:

      Felipe, o ideal é deixa o forno por alguns minutos “pré aquecer” por volta de 200 graus. Tirar a casta faz a batata, na maioria dos casos, ficar mais seca. Eu gosto com casca. Obrigado pela visita. Abraços, Rodrigo

  7. Brysa Khatlinne Ribeiro escreveu:

    Felipe…. Um dos meus vinhos preferidos é o Alma viva 2007… Gostaria de saber se com esse prato qual o resultado na junçao desse sabor marcante do prato com a bebida…. Seria uma boa combinação???

    • Rodrigo Mazzei escreveu:

      Brysa, o Almaviva combina com tudo! rrsrsr. Falando sério, como é um vinho com bom corpo, aumente a carga do bacon (ou até com um pouco de paio) que a combinação com o sensacional vinho chilelo (um dos mais afamados) ficará maravilhosa. Abraços, Rodrigo

  8. Joyce Fernanda escreveu:

    Olá Mazzei sou iniciante na culinária, e queria saber se posso substituir o requeijão cremoso por cream cheese Philadelphia?
    Obrigada.

  9. Joyce Fernanda escreveu:

    Olá, muito obrigada pelo conselho, mas queria saber o porque da pimenta do reino??
    Vai ficar muito apimentado??
    Obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>